quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Diabéticos escalam até o ponto mais alto da Patagônia

O vulcão Domuyo tem 4.709 metros de altitude



Quatro atletas do Projeto Solidário Bandeira ao Céu vão chegar, nesta quinta-feira, ao cume do vulcão Domuyo, de 4.709 metros de altitude, o mais alto da Patagônia, na Argentna. A conquista não teria tanta relevância caso todos os componentes do grupo não possuíssem diabetes tipo 1 (insulino-dependente).


"Queremos subir até o cume, mas estabilizados do início ao fim”, disse o uruguaio Abayubá Rodríguez, coordenador do grupo. Além dele, a equipe é formada pelos brasileiros Flávio Doce de Aguiar e Alexei Caio, e pelo argentino Fernando Rodríguez.


Em 2007, os atletas do Bandeira ao Céu realizaram o Tetratlon de Chapelco, o Rally Bike Revancha al Rio Pinto e a Maratona de Buenos Aires, entre outras provas. "Este ano será mais intenso que o anterior porque estamos nos preparando para nosso maior desafio, em 2010: a subida ao Aconcágua", afirmou Flávio.


O projeto - O Bandeira ao Céu é composto por atletas diabéticos do Brasil, da Argentina e do Uruguai. A diabetes afeta cerca de 246 milhões de pessoas em todo o mundo.





Nenhum comentário: