terça-feira, 4 de março de 2008

Alain Robert, o reizinho da França

Por: Eliseu Frechou

Sempre tive uma boa impressão de Alain Robert por conta de suas escaladas. Lendo a entrevista que ele fez ao UOL http://noticias.uol.com.br/ultnot/2008/02/27/ult23u1259.jhtm essa boa impressão foi se desfazendo. Nas suas respostas ele demonstrou ser uma pessoa arrogante e prepotente.
+ sim, a polícia brasileira é despreparada, mas nem todos são maus policiais e coniventes com o crime. Gente boa e gente ruim existe na polícia e na escalada;
+ o Brasil foi e ainda é sugado por países como a França, se houvesse mais dinheiro para equipar a polícia, certamente não deveria ser usada para aulas de francês;
+ se algum de nós fosse preso na França pelo mesmo motivo que ele, além de não haver nenhum policial para nos atender em português, certamente seríamos deportados.
O camarada foi bem recebido em nosso país, fez uma ação ilegal, xingou, falou que tudo é feio, e ainda tá bravo porque não ganhou uma grana? Suas respostas e comportamento são uma vergonha para os franceses, os escaladores, e para a reputação dele próprio.
Mostrou que por traz da aparente diversão que ele demonstra ser a escalada dos prédios, ele está apenas interessado em dinheiro e satisfazer seu ego. Pra mim, restou a imagem de uma pessoa extremamente pobre de espírito, que veio ao Brasil agindo como se fosse um reizinho visitando sua colônia.
Ele é um excelente escalador, mas ainda falta muito para evoluir como pessoa.
Nota ZERO para o Alain.

Nenhum comentário: