quinta-feira, 19 de junho de 2008

Febre Maculosa: doença transmitida pelo carrapato

Febre Maculosa
Definição:
A febre maculosa é uma doença febril aguda, degravidade variável, causada por bactéria e transmitidapor carrapatos infectados.
Agente etiológico:
A doença é causada por uma bactéria intracelularobrigatória Rickettisia rickettsii, que sobrevivebrevemente fora do hospedeiro. Os humanos são hospedeiros acidentais, não colaborando com apropagação do organismo.
Vetores e reservatórios:
Os vetores são carrapatos da espécie Amblyommacajennense. Também são chamados de "carrapatoestrela", "carrapato de cavalo" ou "rodoleiro", aslarvas por "carrapatinhos" ou "micuins" e as ninfaspor "vermelhinhos" . São hematófagos obrigatórios, necessitando de repastos em três hospedeiros paracompletar seu ciclo de vida. O homem é intensamenteatacado nas fases de larvas e ninfas.
Aspectos biológicos referentes a seus transmissores (ciclo evolutivo):
As fêmeas após fecundadas e ingurgitadas desprendem-sedo hospedeiro, caindo no solo para realizar posturaúnica em torno de 5.000 a 8.000 ovos antes de morrer. Após o período de incubação - 30 dias à temperatura de25ºC - ocorre a eclosão dos ovos e nascimento dasninfas hexápodes, ou seja, as larvas. Elas sobem pelasgramíneas e arbustos e aí esperam a passagem doshospedeiros. Após sugar o sangue do hospedeiro por umperíodo que varia de 3 a 6 dias, desprendem-se deste eno solo ocorre a ecdise - 18 a 26 dias -,transformando- se no estágio seguinte que é a ninfaoctópode. As ninfas fixam-se em um novo hospedeiro eem 6 dias ingurgitam-se de sangue e, no solo, sofremnova ecdise, o que leva mais 23 a 25 dias,transformando- se no carrapato adulto. Carrapatotransmissor de febre maculosa (Amblyomma cajennense -macho).
O Amblyomma cajennense completa uma geração por ano,mostrando os três estágios parasitários marcadamentedistribuídos ao longo do ano. As ninfas hexápodesocorrem basicamente entre os meses de março a julho esobrevivem até 6 meses sem se alimentar. As ninfasoctópodes (que sobrevivem até um ano sem sealimentar), entre os meses de julho a novembro e osadultos (que sobrevivem até dois anos), entre os mesesde novembro a março. Os carrapatos Amblyommacajennense são responsáveis pela manutenção da R.rickettsii na natureza, pois ocorre transmissãotransovariana e transestadial. Esta característicabiológica permite ao carrapato permanecer infectadodurante toda a sua vida e também por muitas geraçõesapós uma infecção primária.
Hospedeiros:
Podem ser encontrados em todas as fases em avesdomésticas (galinhas, perus), aves silvestres(seriemas), mamíferos (cavalo, boi, carneiro, cabra,cão, porco, veado, capivara, cachorro do mato, coelho,cotia, coati, tatu, tamanduá) e animais de sangue frio(ofídeos).
Reservatórios:
A infecção se mantém pela passagem transovárica etransestadial nos carrapatos. Diversos roedores eoutros animais ajudam a manter o ciclo da doença.
Transmissão:
Ocorre pela picada de carrapato infectado. Para que abactéria R. rickettsii se reative e possa ocorrer ainfecção no homem, é preciso que o carrapato fiqueaderido por algum tempo - de 4 a 6 horas. Pode também ocorrer contaminação através de lesões na pele, pelo esmagamento do carrapato.
Susceptibilidade e imunidade:
A susceptibilidade é geral e a imunidade provavelmenteé duradoura.
Período de incubação:
O homem, após receber a picada infectante, leva de 2 a14 dias (em média, 7 dias), para apresentar osprimeiros sintomas.
Período de transmissibilidade:
Não se transmite diretamente de uma pessoa para outra. O carrapato permanece infectante por toda sua vida, que dura, aproximadamente, 18 meses. E a maiorincidência da doença é durante a primavera e o verão.
Aspectos Clínicos da Febre Maculosa:
A doença tem um começo súbito com febre de moderada aalta que dura geralmente de 2 a 3 semanas e éacompanhada de cefaléia, calafrios, congestão dasconjuntivas. Ao terceiro ou quarto dia pode se apresentar exantemamaculo papular, róseo, nas extremidades, em torno dopunho e tornozelo, de onde se irradia para o tronco face, pescoço, palmas e solas. São freqüentes petéquias e hemorragias. A doença pode também cursar assintomática ou com sintomas frustros. Alguns casos evoluem gravemente, ocorrendo necrose nasáreas de sufusões hemorrágicas, em decorrência devasculite generalizada.
Alguns problemas como torpor, agitação psicomotora,sinais meníngeos são freqüentes. A face é congesta einfiltrada, com edema peripalpebral e infecçãoconjuntival. O edema aparece também nas pernas, que seapresentam brilhantes. Outros sintomas comuns sãotosse, hipotensão arterial e hipercitose liquórica. Eobserva-se hepatoesplenomegali a pouco acentuada. A letalidade é aproximadamente de 20% na ausência deuma terapia específica. A morte é pouco comum quandose aplica o tratamento precocemente.
Diagnóstico Laboratorial:
Os exames laboratoriais a serem feitos são osorológico (para detectar a presença de anticorpos) eo de cultura (para isolar o agente etiológico).
Tratamento:
As drogas empregadas são o cloranfenicol outetraciclinas. Além dos antimicrobianos, sãoindispensáveis os cuidados médicos e de enfermagemdirigidos para as possíveis complicações, mormente asrenais, cardíacas, pulmonares e neurológicas.
Fonte: www.mochileiros.com

6 comentários:

Anônimo disse...

meu filho foi picado por carrapatos!!! o que providencias devo tomar,,ele so reclama que tem muita coceira pelo corpo isso e algum sinal da doença///por favor me ajude

Anônimo disse...

hoje de manha acordei e me levantei sentei na cama e quando olhei tinha um carrapato na minha cxa ele nao estava com sangue estava seco mais estoucom medo por favor me ajude o que eu faço estou com medo

Anônimo disse...

hoje soube que meu cachorro esta com a doênça do carrapato, minha familia corre algum risco de se contaminar? por favor tire minha duvida

sasa disse...

minha cachorra está com febre ao andar éla cai parecendo estar zonza não come e os olhos legrimejão com aparencia de doente éla pode estar com febre emaculosa?

Anônimo disse...

minha cadela tinha carrapatos, então minha filha encontrou um carrapato na orelha e disse que ao tirar o carrapatos sangrou e ficou uma feridinha que todo dia ela coça e sangra, será ela pode está infectada? Lembrando que até agora nao demonstrou nehum sintomas e já faz uns 10 dias.

Anônimo disse...

minha cadela tinha carrapatos, então minha filha encontrou um carrapato em sua orelha e disse que ao tirar o carrapatos sangrou e ficou uma feridinha que todo dia ela coça e sangra, será ela pode está infectada? Lembrando que até agora nao demonstrou nehum sintomas e já faz uns 10 dias.