terça-feira, 10 de junho de 2008

Rodrigo Raineri faz apelo para patrocínio no montanhismo

Rodrigo Raineri e Eduardo Keppke chegaram na manhã deste sábado (7) em São Paulo, após alcançarem o cume do monte Everest, o mais alto do mundo, com 8.848 metros de altitude. A expedição começou a ser organizada por Raineri no início de 2008, e ele planejava ir sozinho ao monte, porém, durante seu planejamento, o amigo Eduardo Keppke integrou-se à expedição.
“A expedição era só nós dois. Eu contratei uma empresa em Katmandu (Nepal) para fazer toda a organização dos acampamentos para nós, contratei um sherpa, que contratou um segundo sherpa por conta, e nós dois, Eduardo e eu, fizemos todo nosso cronograma de horários, o que comer, que horas comer e isso facilitou, inclusive porque nossa expedição fez o ataque ao cume somente no dia 27, enquanto as outras fizeram dias 21 e 22. Se estivéssemos com eles, isso geraria um stress do staff”, contou Raineri. A viagem de dois meses custou à dupla cerca de cem mil dólares. Rodrigo tinha o patrocínio da Wizard e da Snake e alguns outros apoios, que bancaram toda a sua parte, já Keppke teve patrocínio da Lenços Presidente, porém ainda teve que arcar com parte dos custos da viagem de seu próprio bolso.
“É difícil nós brasileiros termos patrocínio total para chegar ao topo do Everest, mas os meus patrocinadores tiveram uma enorme exposição e um retorno de mídia muito grande, não só agora como nos outros anos, o que mostra que investir em montanhismo é bem recompensador”, contou Raineri. “Fica aqui o apelo para os patrocinadores olharem os valores dessa expedição e o retorno e começarem a investir não só em mim como em outros atletas, como o Edu Keppke”, completou.

Nenhum comentário: