segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Nova Falésia em Viana - ES

Quando avistamos o Complexo de Viana a primeira vez, e observamos aquelas paredes próximas umas das outras, tínhamos certeza que ali era um local forte candidato pra ser um grande point para vias esportivas, e próximo da região metropolitana, possibilitando um acesso rápido e fácil. E foi! Isso se concretizou e esta consolidado.


Baldin equipando a 'Pegueti', no Setor Namorados.


A primeira falésia a receber investimentos - já faz uns três anos - foi a Falésia do Capeta, uma parede bonita e bem extensa, com uns 200 metros de largura, onde nasceram lindas vias que se tornando a grande referência do complexo, tamanha a sua grandiosidade. A maioria das vias foram equipadas com grampos P e depois as mais recentes em chapeletas, todas com paradas duplas e bem protegidas. São 16 vias, todas de continuidade/resistência, recheadas de agarras e batentes em rocha vertical e de ótima aderência, possibilitando linhas de até 25 metros, do 5º ao 8b.

Depois foi a hora de equipar uma falésia que estava lá, na cara de quem chegava no complexo, no local onde deixávamos o carro. E eis que foi o momento de investir em mais um setor, surgindo a Falésia do Estacionamento: com 8 vias, sendo três em móvel e as outras equipadas com chapeletas, que vão do 5º ao 8c.

E agora a novidade é uma terceira falésia aberta no Complexo de Viana...


Patrícia experimentando as novidades.


No final de semana retrasado, uma galera se dirigiu para o Complexo de Viana no intuito de observar, com um olhar mais crítico, a tal falésia que sempre era observada do outro lado do morro - separada por um riacho - enquanto se escalava na Falésia do Capeta. Para a felicidade dos que lá estavam naquele momento fazendo a 'vistoria' (Karapeba, Zé Marcio, Afeto, Sara Dias, Patrícia e Porko) a falésia apresentou-se com uma ótima receptividade para abrigar novas vias. E em ação já entraram duas furadeiras trabalhando ao mesmo tempo, gerando um saldo bem positivo de cinco novas vias nesta investida de final de semana.

Na grande maioria das vezes, ao se batizar um setor ou vias, os nomes surgem devido a algum acontecimento vivenciado naqueles momentos em que se esta conquistando ou equipando uma nova linha. O grupo que lá estava naquela ocasião deve ter tido seus motivos, e com isso dividiram a falésia em dois setores, batizando se Setor dos Namorados e dos Solteiros.



Em ação: Karapeba e Porko conquistando a 'Ui Ui'.


Na ânsia de conhecer a falésia, na quinta passada estive lá com o Afeto e o DuNada. Depois de dar uma sondada pela falésia resolvi abrir mais uma via no Setor dos Namorados, surgindo a via 'Pegueti' (localizada entre os dois setores). Na ocasião rolou ainda de dar um pega em um dos dois projetos que estão no Setor dos Solteiros, e a via escolhida foi a 'Pensamento Positivo', onde eu e Afeto trabalhamos a 'múvis', que conta com um dinâmico muito bascana em uma barriga negativa. Esta criação tá pela casa do 8º 'alguma coisa'... cadenas que venham, já! E a direita, terminando na mesma parada da 'Pensamento Positivo' - e passando pela mesma barriguinha - esta o outro projeto, a 'Jurubeba', que parece ser um pouco mais forte.


Vídeoclip da nova falésia. Crédito: Thiago 'Karapeba'




Logo quando se chega na falésia já se depara com o Setor dos Namorados, que conta com 4 vias, todas com cerca de 20 metros, em parede quase vertical, cheia de agarras, e rocha de boa aderência, possibilitando estas vias mais fáceis, todas girando na casa do 4º. Um setor assim, com vias mais acessíveis para quem esta começando a escalar é o que de certa forma faltava para quem inicia na escalada pelas bandas de Vitória. E este setor veio muito em boa hora, a atender esta necessidade.

O Setor dos Namorados conta com vias mais fortes, por enquanto com estas duas linhas equipadas com propostas de 8º. Nesta parede não cabem mais tantas outras possibilidades... provavelmente uma linha a esquerda da 'Pensamento Positivo', que seguiria por uma fenda e o uso de móvel seria literalmente recomendado. Mais no extremo da direita destas vias não existem grandes possibilidades, e ainda bem, pois lá existe uma grande colméia de abelhas... comentarei mais abaixo.

Esta nova falésia já possibilitou seus principais frutos, que são estas 6 vias, não sendo preciso e nem aconselhável metralhar a rocha muito mais vias, o que gerando vias coladas umas nas outras e impactando visualmente com chapas pra tudo que é lado. Algumas poquíssimas linhas, se bem planejadas podem vir a surgir, mas devem ser conquistadas/equipadas com cautela. É aconselhável que quem queira investir em alguma nova linha por lá entre em contato com a galera que por lá já esteve, pois estes já visualizaram as possibilidades e podem dar uma idéia melhor do que seria mais viável de ser feito. Fica o recado.



Baldin e Afeto voando no dinâmico da 'Pensamento Positivo'.


Recomendações:

- Para chegar a esta falésia, você passará por três tronqueiras. Mantenhas fechadas (como provavelmente as encontrará);
- Como o point é novo, agarras podem quebrar! Fique atento na base, sendo até aconselhável o uso de capacete, principalmente para quem esta na 'segue';
- E também por ser novo, a rocha esta um tanto suja. Uma escovinha é bem vinda;
- Leve repelente;
- Não zoneie 'no', e 'com o' lugar. Para se escalar em todos os setores do Complexo de Viana se conversou bastante com os proprietários, que foram gentis em liberar as áreas para usufruirmos... de forma consciente.


Segue abaixo os croquis dos dois setores: Namorados e Solteiros. Clique para ampliá-los!
Lembrando que o grau das vias são sugestivos... a se confirmar ainda.


Setor Namorados.


Setor Solteiros.

Acesso:

Após passar pelo município de Viana - a cerca de 20km de Vitória -, entrar na segunda a direita (a primeira entrada é da Penitenciária... saia fora!). Seguir pela estrada, cerca de 3km até o distrito de Formati, e lá dentro, pegar a esquerda subindo. Depois com mais uns 3km fique atento(a) a uma troqueira a esquerda. Passar por ela, depois mais uma tronqueira, siga pela estrada a esquerda, depois mais outra tronqueira, vai descendo e chegou! O carro para totalmente na base da falésia.
Obs: Não é possível ir de ônibus. Não tem linha disponível para aquelas bandas.

Quer mais detalhe do acesso? Então dê uma olhada neste mapa: http://www.ace-es.org.br/scripts/croqui.asp?via=137


Colméia de abelhas cachorras.


No final do Setor dos Solteiros - bem no extremo da direita da falésia - existe um grande teto, porém liso e sem agarras. E abaixo deste teto existe uma enorme colméia de abelhas, das conhecidas popularmente como 'abelhas cachorras'.

A colméia é muito bonita, e não incomoda em nada a escalada das duas vias, que estão bem a esquerda da colméia. Pede-se, que em nenhuma hipótese mexa (leia-se incomodar/retirar) as 'bichinhas' de lá... chegaram primeiro que nós, dedicaram tempo e esforço para construir sua bela casa (que está mais pra condomínio), e merecem ficar em paz.

Boas escaladas... conscientes!

3 comentários:

Yuri disse...

Oi, Baldin!
Bem bacana este post, completíssimo! Será que eu poderia reproduzir no Escalada Café?
Beijos!

Baldin disse...

Logicamente Yuri, manda ver!
Valeu pela força.
Bjus.

enquantoissonaomuitolongedali disse...

Caraca brother! A galera moendo as via! Que da hora! É assim que tem que ser! Parabéns, o mais dificil é pilhar a galera pra isso, uma vez feito isso, as vias começar a pipocar por todos os lados! rsrrs

Abraço!