segunda-feira, 19 de julho de 2010

Materia sobre conquistas na Bahia no Jornal O Globo

O carro vermelho e a picape verde com placas de fora param em frente à padaria ao lado do açougue. De dentro deles, saem quatro homens. Dos botecos ao redor, olhos curiosos observam a cena com jeito de que já conhecem aqueles rostos. Quando o grupo se aproxima, alguém dispara:

— Não foi você que subiu os Caboclos?

— Eu e meus amigos aqui — responde um dos rapazes.

— Tá vendo ele ali? Subiu lá nos Caboclos — comenta o tagarela com o homem ao lado da banca de carnes na calçada.

— Deixa de ser mentiroso! Liga não, moço, ele fala muita mentira — emenda o desinformado.

— Se ele é mentiroso eu não sei, mas desta vez ele tá falando a verdade — garante o moço.

André, Miguel (o tal moço) e Sandro já são figuras conhecidas em São João do Sul, distrito de Guaratinga, na Bahia. Todo ano é assim: eles separam a parafernália para escalada, enchem as mochilas e o tanque do carro, beijam suas mulheres e partem em férias para conquistar montanhas. Em montanhês, conquistar é sinônimo de chegar ao cume de uma formação rochosa pela primeira vez. A escalada da Pedra dos Caboclos, que domina a paisagem de São João, nos idos de 2006, levou dez dias, rendeu fama ao trio e ajudou a abrir portas para novas empreitadas. Pegamos uma carona com a turma na aventura deste ano, que teve o reforço de um componente que vale por dois: Ricardo. O valor “agregado” é sua picape Land Rover, ano 1995, que soma 210 mil quilômetros de histórias.

Clique no link abaixo e leia a íntegra da reportagem com o vídeo:

http://oglobo.globo.com/viagem/mat/2010/07/18/os-bastidores-de-uma-expedicao-que-reuniu-quatro-escaladores-uma-fotografa-em-busca-de-montanhas-virgens-917176270.asp

.

Nenhum comentário: