quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

O ano de 2011...

.
Este ano representou pra mim, em termos de escalada, a realização de dois grandes sonhos que tinha em terras capixabas. Realizei duas grandes escaladas, de BigWall, que me remeteram ao verdadeiro sentido da palavra "perseverança".


Em junho estávamos subindo morro à cima carregando mais de 150kg de equipamentos, divididos no lombo de cinco 'burros de carga', que atendiam pelos nomes de: Sandro, PH, Fabim, Allan e Baldin. Durante cinco dias nos penduramos no negativo, impressionante e lindo paredão alaranjado da Face Nordeste do Pico do Itabira. Lances aéreos e alucinantes foram constantes à cada metro. E no quinto dia, após 16 horas de escalada, batemos no cume às 22 horas repetindo pela primeira vez essa via, 12 anos após sua conquista. Particularmente, foi a realização de um sonho que se arrastava por anos... agora realizado.


E por falar em perseverança... nos meus 17 anos de montanhismo, provei do verdadeiro significado dessa palavra no dia 1º de outubro de 2011, quando bati a última chapeleta na Pedra do Vilante, e pude dar o abraço de cume nos manos PH, Tatu e Soldado. Concluímos naquele dia uma conquista que iniciara sete anos atrás, e que contou com várias investidas e contratempos, que nos impossibilitava de avançar por aquela íngrime parede. Uma escalada delicada e um tanto comprometedora em alguns trechos. Uma conquista que contou com a participação de verdadeiros amigos e parceiros de cordada, que comigo dividiram muitos esforços e satisfações ao longo desse tempo. Mais uma via de BigWall no ES, que batizamos de Moqueca Capixaba.


Este ano não conquistei o quanto planejei. Looonge disso, comparado ao tanto que subi por rochas virgens em 2010. Mas das poucas conquistas que rolaram, elas foram especiais. Como retornar à cidade de Pancas, e lá deixar mais uma via tradicional conquistada na Pedra do Jacaré, no exuberante e montanhoso Córrego do Palmital. E agora em novembro, a conquista de uma montanha que avistávamos sempre da rodovia indo em direção ao norte capixaba, e que dessa vez desviamos, fomos lá, conquistamos, e batizamos a montanha como Pedra do Caramujo. Valeu demais parceiros, que dividiram a corda e o comprometimento nessas conquistas.


Nas produções, coloquei em prática um projeto que havia criado no final de 2010. Que foi uma série com seis Videorreportagens sobre o potencial montanhístico do Espírito Santo, produzidas para o site Webventure. Para isso contei com a parceria de grandes marcas: Conquista, Equinox, Deuter, Princeton Tec, Resseg, Sea to Summit e Lorpen. E também com a enorme colaboração dos amigos e amigas do montanhismo capixaba que dedicaram tempo e disposição para participar das gravações e das entrevistas. Aqui deixo o meu muito obrigado à todos vocês.




Fui convidado para participar de um programa especial do Em Movimento da TV Gazeta (Rede Globo), comemorando os 10 anos de participações que fiz em diversas matérias pelo estado ao longo desse tempo. E por falar em tempo, é 'numas' horas dessas, vendo imagens do passado, é que percebo que já se foi um tempo de vivências nas montanhas... e que virão muitos outros!


##################


O ano de 2011 foi movimentado no cenário montanhístico capixaba, onde destaco a realização de três ótimos eventos promovidos pela Associação Capixaba de Escalada.


Continuando com a proposta do 'Encontro Capixaba de Escalada' ser intinerante, esse ano a 5ª edição foi na cidade de Cachoeiro de Itapemirim, aos pés do Pico do Itabira, em um evento marcado pelas vias tradicionais.


Depois de um jejum de competições no estado, foi realizado o '1º Festival de Boulder do Astolfo', com muitos competidores daqui, e participação dos vizinhos mineiros, que dividiram os boulders e o pódium com os capixabas.


E fechando o ano com chave de ouro, foi realizado em Vitória, a '1ª Mostra de Filmes de Montanha no ES', com sucesso absoluto de público! O que deu a certeza que no ano que vem o evento se repetirá, e em maiores proporções.


A divulgação do Espírito Santo esteve presente em publicações impressas, com matérias no jornal Mountain Voices e nas revistas EscaladaINT e Moment. E também altamente constante em sites, e pelos diversos blogs de escaladores capixabas, que dividiram seus dedos entre as rochas e os teclados, para mostrar o que andou rolando 'na cena' por aqui.


E muitas outras coisas legais aconteceram. Como mais vias esportivas sendo abertas, e cadenas cada vez mais fortes rolando. Filme capixaba (Arredores) participando do Banff, e documentário (Com a Macaca) sendo exibido em TV aberta. A voz dos montanhistas sendo bem representada em reuniões, e participando do processo de liberação da escalada em parque estadual. Dentre muitos outros acontecimentos. E que em 2012 muitos outros acontecimentos, aconteçam! Até lá!


.

2 comentários:

Nunca Paro Quieto disse...

Excelente reflexão...

Baldin disse...

Valeu irmããããos!