terça-feira, 26 de março de 2013

Carta aberta da ACE sobre agarras coladas



****CARTA ABERTA DA ACE SOBRE AGARRAS COLADAS**** 


No inicio deste ano, a comunidade escaladora do ES, se deparou com uma situação surpreendente e anacrônica. A via Necropsia situada no setor da Boca no Morro do Moreno foi adulterada com a colagem de agarras. Entre outras atitudes controversas, um escalador notoriamente não alinhado com as decisões coletivas, colou as agarras em via aberta por outros neste importante ponto de escalada próximo à capital capixaba. Esta ação foi contrária ao código de ética local formalmente manifesto pela ACE e tacitamente aceito entre os escaladores do estado. 

O caso foi levado para assembléia onde se comprovou o repúdio coletivo e está sendo resolvido localmente. Apesar de diversas tentativas, o autor não se mostrou disposto a se retratar. 

As agarras serão retiradas, infelizmente com prejuízo da integridade da rocha já perturbada no momento da colagem das agarras, mas constituindo desta forma uma resposta para desestimular essa prática por aqui. 

O problema deste caso porém não se limita à um ato de vandalismo isolado, ele demonstra uma visão equivocada emergente. Ocorre uma distorção histórica onde os coladores de agarras crêem trazer a evolução e vêem seu ato como inovador quando na realidade ressuscitam um assunto sepultado em comum acordo faz tempo, e diga-se de passagem, sem muita polêmica. 

É importante ressaltar que o fato de algumas poucas pessoas defenderem a colagem de agarras não indica que essa prática seja boa ou minimamente aceitável.

Sempre existe a possibilidade de se rever conceitos, porém o caminho pra esta revisão deve ser a conversa e a argumentação. O código de ética atualmente aceito pela grande maioria dos escaladores é resultado de um processo de discussões internas baseado em temperança e princípios norteadores como o mínimo impacto e o respeito mútuo. 

Outro produto dessas discussões foi a consolidação da nossa capacidade de nos regulamentarmos. Um atropelo como este ocorrido, zomba do esforço daqueles que se empenharam em chegar num acordo, e atenta contra nossa capacidade de auto-regulamentação abrindo brechas para intervenções externas invariavelmente absurdas.

Não é nosso interesse trazer aqui a questão da validade ou não da prática de colar ou cavar agarras. Queremos é deixar claro que os escaladores locais representados pela ACE repudiam essa prática. 

20 de Fevereiro de 2013 - Espírito Santo - Brasil


Um comentário:

Anônimo disse...

Achei que este assunto de colagem de agarras fosse coisa do passado...mas como sempre tem gente iniciando no esporte e não buscam "aprender com os mais velhos" (não sei se foi o caso) acontece umas coisas deste tipo.
Este tipo de ação é da mesma categoria de algumas perguntas que todos nós já ouvimos tipo: "você escala de rapel?" ou "você usa luva pra escalar, né?" ou seja...coisa de gente mal informada e/ou ignorante...
Delim